Inadimplência: 4 passos para recuperação de crédito

A economia instável e a falta de planejamento financeiro fazem parte da realidade de uma grande parcela dos brasileiros, essas características sempre representarão um risco iminente para as empresas. No entanto, arriscar-se é preciso e como não oferecer crédito não é uma opção, ao menos para quem deseja crescer, a melhor forma de lidar com a inevitável parcela de clientes inadimplentes é através da recuperação de crédito.

Inadimplência: 4 passos para recuperação de crédito

O que é a recuperação de crédito?

Recuperação de crédito é um processo de cobrança baseado no relacionamento, com o objetivo principal de restituir o crédito do consumidor inadimplente e restituir o seu crédito junto ao mercado, oferecendo condições justas de pagamento da dívida, que serão estabelecidas extrajudicialmente por meio de uma negociação amigável.
Contudo, caso a via extrajudicial não seja o suficiente para se recuperar o crédito, é possível ingressar com processo judicial para tentar, por meios mais agressivos, recuperar aquele crédito. Obviamente que é necessário uma equipe de advogados especializados nesse tipo de negociação, tanto extrajudicial como judicial.

O que é a recuperação de crédito?

Qual o seu problema jurídico? Converse com a gente

Como funciona?

A recuperação de crédito pode ser realizada por duas vias, primeiramente extrajudicial, onde se buscará contato diretamente com o devedor para dar início às tratativas de acordo para conseguir recuperar aquele crédito “perdido”, e, caso não se tenha êxito, demandar judicialmente o crédito, exigindo o pagamento devido por meio do judiciário.

Como recuperar o crédito em 4 etapas:

Reaver uma dívida e recuperar o crédito do cliente não é uma tarefa fácil, mas existem algumas ações possíveis de serem feitas e que evitam transtornos e dor de cabeça para ambos. Pensando nisso, elaboramos algumas dicas para você. Olha só!

1 - IDENTIFIQUE OS CLIENTES INADIMPLENTES

Antes de colocar o nome do consumidor no SPC, é fundamental identificá-lo no seu sistema e entrar em contato para tentar resolver a situação antes de sujar o nome dele na praça. Afinal, ele pode estar passando por um mau momento que impossibilitou o pagamento da dívida. Talvez, um prazo ou parcelamento maior para quitar a dívida seja a solução para este problema. O ideal é adequar sua abordagem ao perfil do cliente, assim, ele verá sua empresa como uma parceira nessa fase difícil.

2 – MANTENHA O CLIENTE ATIVO EM SEU SISTEMA

Mesmo que o consumidor esteja na situação de devedor, não o bloqueie de novas compras no momento em que o prazo do pagamento expirar. Muitas vezes, o atraso poder ser devido a um esquecimento, portanto, aguarde de 10 a 15 dias e, então, entre em contato para lembrá-lo da prestação.

3 - PRESERVE SUA CARTEIRA DE CLIENTES

Uma boa negociação prévia na venda irá ajudá-lo muito mais que uma recuperação de crédito. Então, procure sempre entender a necessidade do seu cliente e feche um acordo que seja favorável para ambas as partes. Essa é uma boa maneira de fugir da inadimplência.

4 - USE A TECNOLOGIA A SEU FAVOR

A tecnologia está aqui para nos auxiliar e facilitar o nosso dia a dia, não é? Então, não podemos deixar de usá-la a nosso favor. Em vez de fazer diversas ligações que acabam perturbando o cliente, você pode optar, por exemplo, por enviar uma mensagem por celular ou um e-mail para lembrá-lo do pagamento.

Portanto

Ciente das informações acima narradas recomenda-se que o empresário procure orientações com uma equipe multidisciplinar, alinhando conhecimentos jurídicos e negociais, visando tomar conhecimento e consciência sobre o seu negócio e, dessa forma, ampliar o seu horizonte sobre as reais e efetivas medidas que podem ou não serem implantadas em sua vida pessoal e empresarial a título de recuperação de crédito.

Se você gostou desse artigo, deixe o seu comentário abaixo, ou caso você precise de um esclarecimento adicional sobre o tema, escreva e pergunte para a gente.

Abraços,
Garrastazu Advogados

Deixe seu comentário

Confira nossa página especial sobre Direito Empresarial

Acesse aqui

Escritório
do tamanho
do Brasil

Dispomos de correspondentes em todos os Estados do Brasil, o que nos permite uma atuação nacional

A Garrastazu conta com 3 sedes próprias estrategicamente localizadas para atender demandas em todo o País.

Atenção Clientes da Garrastazu

Fomos informados que golpistas estão se apresentando como sócios ou advogados vinculados a Garrastazu Advogados, trazendo falsa informação aos nossos clientes acerca de alvarás que teriam sido emitidos em seus nomes decorrentes de êxitos em processos patrocinados pela equipe da Garrastazu. Os estelionatários prometem que haverá liberação imediata destes alvarás na conta bancária dos clientes, mas solicitam, para viabilizar o levantamento do alvará, depósitos a títulos de "custas" (inexistentes) em contas que são dos próprios golpistas.

Cuidado! Não agimos desta forma. Alertamos que qualquer pagamento à Garrastazu Advogados só pode ser efetuado mediante depósito em conta bancária da própria Garrastazu Advogados. Jamais em contas de terceiros, sejam pessoas físicas, sejam pessoas jurídicas.

Estamos sempre à disposição por meio dos contatos oficiais anunciados em nosso “site”, que são os únicos canais legítimos de contato de nossa equipe com o mercado.

Atendimento via Whatsapp

Tire suas dúvidas agora.

Respondemos em alguns minutos.

Podemos Ajudar?