Consumidora constrangida ao tentar adquirir celular com desconto será indenizada

A 1ª Turma Recursal Cível dos JECs do Estado do RS deu provimento a recurso de uma consumidora e condenou a Lojas Americanas a pagar R$ 1,5 mil de indenização por danos morais devido ao constrangimento sofrido pela cliente quando tentava adquirir um aparelho telefônico com desconto.

De acordo com os autos, a autora se dirigiu à loja com a intenção de adquirir um celular anunciado sob o valor de R$ 129,00. Quando foi conduzida ao caixa para realizar o pagamento, entretanto, a consumidora foi informada de que o valor do produto era R$ 149,00. A cliente exigiu o desconto, mas a gerente do estabelecimento informou que a promoção teve seu término um dia antes da compra, mas o preço não foi retirado da prateleira.

Segundo a autora, a gerente teria a hostilizado logo em seguida e apenas após a intervenção da Brigada Militar houve a solução do impasse. Os funcionários da loja acabaram cedendo e foi cobrado o preço da etiqueta, conforme o anúncio. Após ingressar em juízo, a ação foi considerada improcedente em 1º grau, mas a autora recorreu da decisão.

A juíza de Direito Marta Borges Ortiz, relatora do processo, entretanto, salientou que a consumidora foi desrespeitada e passou por constrangimento para fazer valer o direito previsto na legislação consumerista. "Tendo a ré infringido o disposto no art. 30 do CDC e comprovada a situação vexatória sofrida pela autora, a meu sentir, resta evidenciado o dever da requerida de indenizar."

Processo: 0047876-04.2013.8.21.9000

Deixe seu comentário

Escritório
do tamanho
do Brasil

Dispomos de correspondentes em todos os Estados do Brasil, o que nos permite uma atuação nacional

A Garrastazu conta com 3 sedes próprias estrategicamente localizadas para atender demandas em todo o País.

Atenção Clientes da Garrastazu

Fomos informados que golpistas estão se apresentando como sócios ou advogados vinculados a Garrastazu Advogados, trazendo falsa informação aos nossos clientes acerca de alvarás que teriam sido emitidos em seus nomes decorrentes de êxitos em processos patrocinados pela equipe da Garrastazu. Os estelionatários prometem que haverá liberação imediata destes alvarás na conta bancária dos clientes, mas solicitam, para viabilizar o levantamento do alvará, depósitos a títulos de "custas" (inexistentes) em contas que são dos próprios golpistas.

Cuidado! Não agimos desta forma. Alertamos que qualquer pagamento à Garrastazu Advogados só pode ser efetuado mediante depósito em conta bancária da própria Garrastazu Advogados. Jamais em contas de terceiros, sejam pessoas físicas, sejam pessoas jurídicas.

Estamos sempre à disposição por meio dos contatos oficiais anunciados em nosso “site”, que são os únicos canais legítimos de contato de nossa equipe com o mercado.

Atendimento via Whatsapp

Tire suas dúvidas agora.

Respondemos em alguns minutos.

Podemos Ajudar?