Venda de remédios em supermercados é vetada por Dilma

18/05/2012 1 minuto de leitura
Foi publicado hoje (18/05) no "Diário Oficial da União" o veto da presidente Dilma Rousseff para a venda de medicamentos em supermercados, armazéns, empórios, lojas de conveniência e similares. Medida Provisória (MP) liberava a venda de medicamentos que não exigem prescrição médica para uso.



No texto encaminhado ao Congresso sobre as razões do veto, a presidente afirmou que a liberação "dificultaria o controle sobre a comercialização" dos medicamentos, salientando ainda que "a proposta poderia estimular a automedicação e o uso indiscriminado, o que seria prejudicial à saúde pública." Os ministérios da Saúde e da Justiça opinaram a favor do veto.



Medida Provisória – A MP aprovada pelo Congresso referia-se a concessão de isenção fiscal de PIS/Pasep e Cofins para produtos destinados a portadores de deficiência física, e constava em um item a liberação da venda dos medicamentos em locais como supermercados e conveniências. O item que tratava da liberação dos remédios indicava que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deveria listar quais produtos seriam comercializáveis sem prescrição médica.



A medida também tratava sobre rotulagem das embalagens de papel destinado à impressão de livros e periódicos e isenção de impostos para materiais esportivos sem similar nacional. A oposição reclamou da quantidade de assuntos diferentes tratados na medida que ficou conhecida como MP "guarda chuva". A presidente sancionou a Medida vetando apenas o item sobre remédios.

Advocacia Online e Digital
Acessível de todo o Brasil, onde quer que você esteja.

Enviar consulta

A qualquer hora, em qualquer lugar: nossa equipe está pronta para atender você com excelência.

Continue lendo: artigos relacionados

Fique por dentro das nossas novidades.

Acompanhe nosso blog e nossas redes sociais.

1
Atendimento via Whatsapp
Olá, qual seu problema jurídico?
Garrastazu Advogados
Garrastazu Advogados
Respondemos em alguns minutos.
Atendimento via Whatsapp

Atenção Clientes da Garrastazu

Prezados clientes,

Devido às recentes enchentes que afetam significativamente a Região Metropolitana, informamos que o atendimento presencial na sede da Garrastazu Advogados em Porto Alegre estará suspenso.

Nossa prioridade é garantir a segurança de todos. Enquanto trabalhamos para normalizar a situação, nossa equipe continuará prestando assistência jurídica de forma remota. Todos os nossos serviços continuam operando com a mesma qualidade e eficiência através dos nossos canais digitais e telefônicos.

Para quaisquer dúvidas ou necessidades urgentes, por favor, não hesitem em contatar-nos.

Agradecemos pela compreensão e estamos à disposição para auxiliar no que for necessário durante este período.

Atenciosamente,

Sucesso!
Lorem ipsum dolor sit amet

Pensamos na sua privacidade

Usamos cookies para que sua experiência seja melhor. Ao continuar navegando você de acordo com os termos.

Aceito
Garrastazu

Aguarde

Estamos enviando sua solicitação...