Estudante que não concluiu ensino médio pode se inscrever em vestibular como candidata

O juízo da 4ª vara Federal do DF deferiu antecipação de tutela para determinar o recebimento e processamento da inscrição da parte autora no vestibular 2015 da UnB na condição de candidata e não "treineira".

O juiz Federal substituto Frederico Botelho De Barros Viana considerou que não haveria qualquer prejuízo a quem quer que seja, "assim como não lhe assegurará nenhum direito".

"Apenas resguardará aquele que venha a ser, eventualmente, reconhecido. Por outro lado, impedir sua participação pode resultar em prejuízo de difícil reparação, caso seja vitoriosa na presente ação."

A causa foi patrocinada pelo advogado Philipe Benoni.

Processo: 0025891-18.2015.4.01.3400

Deixe seu comentário

Escritório do Tamanho do Brasil

35 anos de experiência na advocacia atuando em todos os estados do país.

13.000
Clientes

27.122
Casos

R$
116.079.949
Obtidos para nossos clientes