Oi e Bradesco Saúde devem restabelecer plano de saúde coletivo de aposentada

Uma aposentada da Oi S/A conseguiu na Justiça que seu plano de saúde coletivo operado pela Bradesco Saúde seja restabelecido nas condições de cobertura assistencial de que gozava quando trabalhava na empresa, com os mesmos valores de contribuição do plano paradigma, respeitados os reajustes. A decisão é do desembargador Waldir Leôncio Lopes Júnior, da 2ª turma Cível do TJ/DF.


De acordo com o processo, a autora é beneficiária do plano de saúde há mais de dez anos e, na ocasião de sua aposentadoria, ela pugnou pela manutenção dos benefícios do plano de saúde, assumindo a responsabilidade pelo pagamento dos prêmios, conforme prevê o artigo 31 da lei 9.656/98.


Os autos também atestam que a aposentada é paciente portadora de hipertensão arterial de difícil controle, necessitando de acompanhamento ambulatorial rigoroso, exames complementares periódicos e acompanhamento multidisciplinar.


Por esses motivos, o desembargador Lopes Júnior considerou que "o perigo de dano irreparável é intuitivo ante o fato de que a saúde da requerente demanda cuidados especiais".


Em caso de descumprimento da decisão, a multa será de R$ 500 mil por dia.


A causa foi patrocinada pelo escritório Alino & Roberto e Advogados.

Deixe seu comentário

Confira nossa página especial sobre Direito Previdenciário

Acesse aqui

Escritório
do tamanho
do Brasil

Dispomos de correspondentes em todos os Estados do Brasil, o que nos permite uma atuação nacional

A Garrastazu conta com 3 sedes próprias estrategicamente localizadas para atender demandas em todo o País.

Atenção Clientes da Garrastazu

Fomos informados que golpistas estão se apresentando como sócios ou advogados vinculados a Garrastazu Advogados, trazendo falsa informação aos nossos clientes acerca de alvarás que teriam sido emitidos em seus nomes decorrentes de êxitos em processos patrocinados pela equipe da Garrastazu. Os estelionatários prometem que haverá liberação imediata destes alvarás na conta bancária dos clientes, mas solicitam, para viabilizar o levantamento do alvará, depósitos a títulos de "custas" (inexistentes) em contas que são dos próprios golpistas.

Cuidado! Não agimos desta forma. Alertamos que qualquer pagamento à Garrastazu Advogados só pode ser efetuado mediante depósito em conta bancária da própria Garrastazu Advogados. Jamais em contas de terceiros, sejam pessoas físicas, sejam pessoas jurídicas.

Estamos sempre à disposição por meio dos contatos oficiais anunciados em nosso “site”, que são os únicos canais legítimos de contato de nossa equipe com o mercado.

Atendimento via Whatsapp

Tire suas dúvidas agora.

Respondemos em alguns minutos.

Podemos Ajudar?