Professora ensina como administrar a primeira conta bancária

Milhares de jovens que começaram a trabalhar agora, ainda não sabem administrar a primeira conta bancária. Todo estudante tem as facilidades oferecidas pelas contas universitárias. A maioria dos bancos disponibiliza cartão de crédito e cheque especial.

A estudante Lais Ramos não resistiu ao cheque especial. "Eles colocam o crédito lá, a gente vai gastado, gastando, aí quando vê já gastou o dinheiro deles. Depois a gente tem que repor com juros", comenta a estudante de farmácia.

"Quando você observa a palavra disponível, você acha que tem o total. Até está disponível, mas não é o seu dinheiro. Seu dinheiro e aquele que você tem na conta provenientes dos seus depósitos e da sua receita. A palavra disponível o que te leva ao erro", epxlica Marlene Kraus, professora de economia.

Marlene mostra que se você usar R$ 200 do cheque especial vai pagar R$ 12 ao mês de juros, se a taxa for cerca de 6% e aconselha: "Fique atento ao que você tem. Cada vez que você retirar alguma coisa você deve anotar. Faça uma planilha. Se eu tirar R$ 5 do banco eu devo anotar", alerta.

Não há uma lei que impeça os bancos de colocar ofertas de empréstimos ou cheque especial nos extratos, mas os bancos são obrigados a explicar  todos os serviços oferecidos e também as tarifas que serão cobradas.

Camila diz que não sabia que alguns bancos cobram uma taxa de manutenção da conta . "Tinha que pagar, acho que seis reais por mês, só que não falaram quando eu criei a conta. Quando eu fui ver já estava em 60, 70 reais mais ou menos", diz Camila Gomes Bispo, estudante.

"A partir do momento que o consumidor  detecta a cobrança de uma tarifa a existência de um cartão de credito que ele não sabia que ele iria  ter, ele pode pedir ao banco que cancele  este contrato, que anule esta cobrança e que devolva  o dinheiro pra ele", orienta Marcelo Barbosa , coordenador do Procon  - MG.

Outra estudante tomou uma decisão aconselhável para quem não tem muito controle  dos gastos. "Eu pedi pra cortar o cartão de crédito agora. Só estou com o débito. É  tentador, mas é melhor não ter", diz Carolina.

Autor: G1.globo.com

Deixe seu comentário

Confira nossa página especial sobreDireito Empresarial

Acesse aqui

Escritório do Tamanho do Brasil

35 anos de experiência na advocacia atuando em todos os estados do país.

13.000
Clientes

27.122
Casos

R$
116.079.949
Obtidos para nossos clientes