Indenização trabalhista deve ser incluída na partilha dos bens do casal, decide STJ

18/11/2013 1 minuto de leitura
A indenização trabalhista recebida por um dos cônjuges durante a união faz parte do patrimônio comum do casal e deve ser incluída na partilha dos bens após a separação, de acordo com decisão do STJ (Superior Tribunal de Justiça) divulgada na última quinta-feira (14).

O entendimento do tribunal tem como base o caso de uma ex-mulher que entrou com um recurso especial após o Tribunal de Justiça de Minas Gerais excluir da partilha as verbas trabalhistas recebidas pelo ex-marido.

O STJ viu uma "contradição" na decisão da justiça mineira. Para o Superior Tribunal, embora os rendimentos de cada um dos cônjuges devam pertencer a eles individualmente durante o casamento, esses recursos não podem ser desvinculados do dever de responsabilidade pelos encargos pela família em caso de separação.

Para a desembargadora Isabel Gallotti, a indenização trabalhista deve fazer parte do patrimônio comum do casal, pois, se ambos tivessem recebido os recursos durante a união, o dinheiro teria sido utilizado pelos dois para alcançar um objetivo comum, como sustentar a casa, por exemplo.

"Como essas parcelas não foram pagas na época própria, não foram utilizadas no sustento e manutenção do lar conjugal, circunstância que demonstra terem ambos os cônjuges suportado as dificuldades da injusta redução de renda, sendo certo, de outra parte, que esses recursos constituíram reserva pecuniária, espécie de patrimônio que, portanto, integra a comunhão e deve ser objeto da partilha decorrente da separação do casal", afirma Gallotti em sua decisão.

Advocacia Online e Digital
Acessível de todo o Brasil, onde quer que você esteja.

Enviar consulta

A qualquer hora, em qualquer lugar: nossa equipe está pronta para atender você com excelência.

Continue lendo: artigos relacionados

Fique por dentro das nossas novidades.

Acompanhe nosso blog e nossas redes sociais.

1
Atendimento via Whatsapp
Olá, qual seu problema jurídico?
Garrastazu Advogados
Garrastazu Advogados
Respondemos em alguns minutos.
Atendimento via Whatsapp

Atenção Clientes da Garrastazu

Prezados clientes,

Devido às recentes enchentes que afetam significativamente a Região Metropolitana, informamos que o atendimento presencial na sede da Garrastazu Advogados em Porto Alegre estará suspenso.

Nossa prioridade é garantir a segurança de todos. Enquanto trabalhamos para normalizar a situação, nossa equipe continuará prestando assistência jurídica de forma remota. Todos os nossos serviços continuam operando com a mesma qualidade e eficiência através dos nossos canais digitais e telefônicos.

Para quaisquer dúvidas ou necessidades urgentes, por favor, não hesitem em contatar-nos.

Agradecemos pela compreensão e estamos à disposição para auxiliar no que for necessário durante este período.

Atenciosamente,

Sucesso!
Lorem ipsum dolor sit amet

Pensamos na sua privacidade

Usamos cookies para que sua experiência seja melhor. Ao continuar navegando você de acordo com os termos.

Aceito
Garrastazu

Aguarde

Estamos enviando sua solicitação...