Mediação cresce impondo nova cultura e mais celeridade aos processos de família

A cultura que privilegia o litígio entre as partes está forjando a ampliação da prática da mediação no Brasil. O instrumento extrajudicial de resolução de conflitos é cada vez mais buscado exatamente por causa do elevado número de processos, hoje calculado em 900 milhões, em tramitação na Justiça brasileira.



"A mediação traz uma mudança de cultura", aponta o vice-presidente do IBDFAM-RS e autor do livro Criando laços e desatando nós, Conrado Paulino da Rosa. Para ele, a figura de um terceiro, normalmente representado pelo juiz que arbitra os conflitos, está impregnado no ideal de Justiça que a população tem. "A mediação põe fim a essa cultura do terceiro ao trazer a pedagogia da autonomia e da responsabilidade das partes para resolver o conflito", ensina.



Ele enfatiza que a cultura de resistência à adoção da mediação transparece na atuação dos advogados que ainda demonstram bastante desconhecimento das vantagens do procedimento. Mesmo esse tipo de entendimento começa a ser minado pelas exigências da sociedade atual. Como os processos de família podem se arrastar por anos a fio, o trabalho dos profissionais que encontram alternativas (como a mediação) para acelerar as decisões fica evidenciado diante da ideia contemporânea de bons serviços que relaciona competência à agilidade.



Conrado salienta que em todo o tipo de conflito judicial o desgaste é grande para todas as partes, mas quando se trata de Direito de Família o sofrimento dos envolvidos é mais intenso por causa do convívio próximo e da duração dos confrontos que podem se prolongar por toda a vida. Por isso, ele defende que a mediação é a alternativa mais indicada por ter mais chances de preservar os laços de afeto. Pela experiência do advogado, 80% dos conflitos envolvendo famílias conseguem ser resolvidos com a mediação.



A cultura da mediação teve um incentivo importante para se estabelecer no Brasil com a Resolução 125/2010 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), como ressalta o advogado. Mas a confirmação de que a prática começa mesmo a "pegar" está na agenda cheia do especialista em Direito de Família e professor universitário, convidado a dar cursos de qualificação para profissionais do Judiciário em várias partes do Brasil. A formação mínima de um mediador exige curso de 72 horas/aula com estágio mínimo de 50 horas comprovadas.



"Acreditamos que a adoção da mediação acontece em todo o Brasil, mas em alguns estados como Ceará, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina essa prática está se tornando mais consistente", diz.




Autor: Assessoria de Comunicação do IBDFAM
Data: 06/09/2012 - Hora: 13:41:59

Deixe seu comentário

Confira nossa página especial sobre Direito de Família e Sucessões

Acesse aqui

Escritório
do tamanho
do Brasil

Dispomos de correspondentes em todos os Estados do Brasil, o que nos permite uma atuação nacional

A Garrastazu conta com 3 sedes próprias estrategicamente localizadas para atender demandas em todo o País.

Atenção Clientes da Garrastazu

Fomos informados que golpistas estão se apresentando como sócios ou advogados vinculados a Garrastazu Advogados, trazendo falsa informação aos nossos clientes acerca de alvarás que teriam sido emitidos em seus nomes decorrentes de êxitos em processos patrocinados pela equipe da Garrastazu. Os estelionatários prometem que haverá liberação imediata destes alvarás na conta bancária dos clientes, mas solicitam, para viabilizar o levantamento do alvará, depósitos a títulos de "custas" (inexistentes) em contas que são dos próprios golpistas.

Cuidado! Não agimos desta forma. Alertamos que qualquer pagamento à Garrastazu Advogados só pode ser efetuado mediante depósito em conta bancária da própria Garrastazu Advogados. Jamais em contas de terceiros, sejam pessoas físicas, sejam pessoas jurídicas.

Estamos sempre à disposição por meio dos contatos oficiais anunciados em nosso “site”, que são os únicos canais legítimos de contato de nossa equipe com o mercado.

Atendimento via Whatsapp

Tire suas dúvidas agora.

Respondemos em alguns minutos.

Podemos Ajudar?